Prefeitura alerta: prática comum de pegar flores dos canteiros é crime e dá cadeia

Segunda-feira, 04 de dezembro de 2017

Última Modificação: 19/01/2018 10:49:42 | Visualizada 1283 vezes


Ouvir matéria

As flores plantadas para embelezar as ruas e canteiros de Araruna estão novamente sendo alvo de furtos. Parece inofensivo, mas o tradicional costume de “arrancar uma mudinha” para levar para casa é crime, se praticado em espaços públicos.

 

As equipes da Secretaria de Viação e Obras estão desde o começo do ano fazendo a revitalização dos canteiros plantando centenas de mudas de flores, além da equipe da Casa da Cultura que tem trabalhado na revitalização da área em torno da gruta onde se encontra a imagem da santa que dá nome à praça central.

 

Na noite de ontem, 03, os canteiros da Praça Nossa Senhora do Rocio foram alvo de vândalos que arrancaram as flores e as jogaram pelo gramado. Os atos aconteceram enquanto dezenas de cidadãos prestigiavam o “Acender das Luzes de Natal” com diversas apresentações culturais.

 

“Os roubos das plantas prejudicam o projeto de revitalização que está em andamento na cidade desde o começo do ano. Quando o expediente acaba, por exemplo, e os trabalhadores vão embora, algumas pessoas arrancam e levam para casa as mudas adquiridas para os canteiros, mas isso é furto e além de ser um crime é imoral e atenta contra a coletividade”, alerta o Prefeito Leandro Cesar de Oliveira.

 

O que mais incomoda a população que presencia a diminuição das flores nos canteiros é que nem sempre são “ladrões” propriamente ditos que arrancam dos canteiros e sim pessoas comuns do dia a dia que desrespeitam o trabalho desenvolvido para a comunidade.

 

Diante da situação, o Prefeito reitera seu pedido à população para que ajudem o poder público a zelar e manter os canteiros e as praças públicas: “cuidar do que é público é dever meu e seu. É dever de todos. Estamos comprometidos em fazer de Araruna uma cidade melhor e mais bonita, mas para isso precisamos do apoio de todas as cidadãs e cidadãos ararunenses”.

 

É importante lembrar que a pessoa, se presa em flagrante, arrancando as plantas dos canteiros, será autuada por furto, com pena de 1 (um) a 4 (quatro) anos de prisão e mesmo que pague fiança responderá pelo crime cometido, conforme previsto no Artigo 155 do Código Penal.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social

 Galeria de Fotos

 Veja Também