Secretaria de Saúde se posiciona sobre caso de Febre Amarela em Araruna

Segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Última Modificação: 27/02/2018 13:25:49 | Visualizada 1756 vezes


Ouvir matéria

No início da última semana, circularam nos meios de comunicação, em especial nas redes sociais, notícias sobre um suposto caso de febre amarela em Araruna.

 

A suspeita verídica foi levantada pela 11ª Regional de Saúde de Campo Mourão – órgão responsável pela coordenação de medidas de saúde pública na região. Além de Araruna, Campo Mourão, Terra Boa e Engenheiro Beltrão estavam investigando os casos.

 

Na manhã da última quinta-feira, 15, o Secretário de Saúde de Araruna, Gustavo França, informou que após sua equipe tomar as medidas cabíveis para análise do caso e os exames serem realizados no paciente, receberam o resultado: negativo. “Tivemos um caso suspeito, realizamos o protocolo de segurança e o resultado já saiu: foi negativo”, disse França.

 

COMO SE PREVENIR?

 

Segundo o Ministério da Saúde, a única forma de evitar a febre amarela silvestre é a vacinação contra a doença. A vacina é gratuita e está disponível nos postos de saúde em qualquer época do ano. Ela deve ser aplicada 10 dias antes da viagem para as áreas de risco de transmissão da doença. Pode ser aplicada a partir dos 9 meses e é válida por 10 anos. A vacina é contraindicada a gestantes, imunodeprimidos (pessoas com o sistema imunológico debilitado) e pessoas alérgicas a gema de ovo.

 

A vacinação é indicada para todas as pessoas que vivem em áreas de risco para a doença (zona rural da Região Norte, Centro Oeste, estado do Maranhão, parte dos estados do Piauí, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), onde há casos da doença em humanos ou circulação do vírus entre animais (macacos).

Fonte: Comunicação Social da Prefeitura de Araruna

 Galeria de Fotos

 Veja Também